Organização

14508753_10210762285724126_191822513_n

Maria Fux – Criadora da Dançaterapia

María Fux é bailarina e coreógrafa argentina, criadora da Dançaterapia.
Possui uma estética própria e uma compreensão da dança como um caminho para a plenitude do potencial expressivo que todos possuem.
Sua obra é integrativa, tendo em suas aulas alunos down, surdos, deficientes mentais, pessoas com problemas de isolamento ou solidão, idosos, entre outras.

pio

Pio Campo – Dirige o Centro Internacional de Dançaterapia em sintonia com María Fux

Dançaterapeuta italiano, formado desde 1992 com a Mestra Maria Fux no Centro Creativo de Dançaterapia de Buenos Aires e na Escola Quadrienal para Operadores em DanzaMovimentoTerapia método Maria Fux – Direção Lilia Bertelli de Firenze, Itália. Cofundador do Espaço cultural Vila Esperança na Cidade de Goiás, participou da criação e desenvolvimento de ações sociais, educativas e culturais junto à comunidade local. Atuou por 20 anos como Dançaterapeuta e clown no Grupo Circo Alegria do Povo, orientando experiências de Dança com crianças, adolescentes e adultos, realizando espetáculos e participando de movimentos populares.
Precursor da Dançaterapia aliada ao processo educacional, acompanhou grupos da Educação Infantil ao Ensino Médio, realizando projetos interdisciplinares por meio de vivências de Dançaterapia e criatividade com o movimento, especificamente na Escola Pluricultural Odé Kayodê, na Coopecigo e em várias Universidades. Introduziu a Dançaterapia nos contextos do Asilo São Vicente de Paula, da Chácara de Recuperação Paraíso, da Colônia Santa Marta, em diferentes hospitais e instituições na Itália, e em Shelters no Nepal, estabelecendo vínculos que perduram até hoje. Ainda na Cidade de Goiás, durante quinze anos, acompanhou grupos diversificados, atendendo pessoas de diferentes idades e particularidades e orientou grupos de pesquisa do movimento, formados por educadores e estudantes, possibilitando um contato profundo com os pilares e a essência da Dançaterapia. No ano 2002 inaugurou com María Fux o Centro que leva o nome da grande Mestra e que se apresenta como referência teórico-prática da metodologia no Brasil, na Itália e na Índia. Atualmente promove vivências em Faculdades, Centros de reabilitação, Centros de recuperação para dependentes químicos, Centros de educação e realiza um trabalho permanente de vivências em diversas instituições.
Ocupa-se permanentemente da Formação em Dançaterapia no Brasil, na Itália e no Oriente. É membro do CID – Conselho Internacional de Dança pela Unesco e responsável pela promoção e realização do Encontro Internacional Intensivo de Dançaterapia.
Publicações: “La strada chiede vita” – “Gli occhi e il vento”. Escreve artigos na Revista Radié Resch – Itália.